A evolução do setor de tecnologia não para de crescer. O big data, a omni-cloud, a computação sem servidor e a computação quântica agora afetam as principais áreas de negócios. A demanda deste ano será voltada àqueles com mentalidade ágil, capacidade de adaptação e trabalho em equipe, além de habilidades específicas em privacidade de dados, segurança da informação e inteligência artificial.

1. Cooperação entre equipes

As tecnologias modernas tornaram mais fácil do que nunca a comunicação e a colaboração, porém é importante que aqueles que desenvolvem esses tipos de ferramenta não esqueçam os principais princípios da comunicação bem-sucedida - a colaboração de todos é essencial para um bom gerenciamento das equipes em questão. Com a tecnologia sendo um componente essencial para a maioria das organizações, é necessário se comunicar através de uma ampla gama de funções de negócios, além de divulgar e traduzir soluções técnicas. Atualmente, com o crescimento das ferramentas tecnológicas, a inteligência emocional é cada vez mais importante.

2. Segurança da informação

A segurança da informação é uma área importante de risco comercial, desde grandes empresas até PMEs, resultando em uma alta demanda por talentos no setor. A segurança de utilização, de fluxo e de armazenamento requer um conjunto de competências especializadas para lidar com as ameaças externas, como scanning, violações de IoTcentric, Caas e até possíveis ameaças internas. Aqueles com expertise nessas áreas continuarão sendo altamente cobiçados pelos recrutadores.

3. Gestão de pessoas

Como as empresas de tecnologia são normalmente compostas por indivíduos com expertise em diferentes áreas, a habilidade de gerenciamento de pessoas continua necessária para estratégias de negócios efetivas e inclusivas. Uma demanda recorrente é a competência de empregar o estilo de liderança correto a uma força de trabalho diversificada, aumentando a capacitação dos funcionários, a produtividade e o crescimento da empresa.

4. Privacidade de dados

Embora o último Regulamento Geral de Proteção de Dados tenha sido divulgado há quase dois anos, as empresas ainda estão se adaptando às regras. Uma das violações mais comuns é reter mais dados substancialmente do que o necessário, mesmo com diversas maneiras pelas quais as companhias podem se arriscar a uma multa. Os clientes querem ter uma proteção melhor dos seus dados pessoais, por isso a necessidade de talentos com consciência comercial sobre a privacidade está em alta atualmente.

5. Inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) parecia coisa de ficção científica há apenas alguns anos, mas agora está sendo cada vez mais implementada nas empresas. Estamos no meio de uma corrida global de IA com as principais organizações de tecnologia competindo para criar as melhores ferramentas. Isso está originando uma enorme demanda por talentos nessa área com competências em machine learning, data science e mineração de dados. Nunca houve um momento melhor para estar armado com habilidades de IA.

6. Liderança comercial

Especialistas sugerem que os líderes de TI precisam ser os quatro Cs: curious (curiosos), competitive (competitivos), coachble (acessíveis) e composed (calmos). Eles precisam trazer suas habilidades de liderança para um modelo operacional centrado no produto. Os desafios e as pressões financeiras rotineiras fazem com que seja necessário considerar possíveis formas de investimento sem se comprometer com o retorno da empresa. A competência de liderar a comercialização dessas oportunidades de negócios se tornou uma demanda necessária.

7. Análise de dados

O big data continua a se espalhar por todas as áreas, ajudando a moldar estratégias em todos os mercados. De dados geográficos complexos até sistemas de IA, é necessário um conjunto mais específico de habilidades para empresas que buscam preencher suas funções. Enquanto as organizações procuram maneiras de revisar plataformas e fortalecer o relacionamento com fornecedores, a qualidade dos dados também está se tornando um elemento essencial.

8. Mentalidade ágil

Desde suas origens no desenvolvimento de software em 2001, o Agile se espalhou pelo mundo dos negócios. Desde a assinatura do Agile Manifesto, organizações adotaram sua filosofia e maneira de trabalhar em diversas medidas. Quase 20 anos depois, os 12 princípios desse trabalho permanecem importantes para empresas de todo o mundo. Como resultado, a maioria das companhias procura profissionais com uma mentalidade ágil, para que consiga se adaptar e prosperar no ambiente cada vez mais acelerado e em constante mudança.

9. Desenvolvimento de talento

Definir o talento técnico que você precisa atrair e reter é fundamental para atingir as metas de qualquer empresa. A estrutura correta precisa ser implementada para que o conjunto de talentos seja diversificado. Assim, os principais candidatos com as competências corretas podem ser identificados, o que é essencial para promover uma cultura de contratação equilibrada e fornecer a base para um planejamento bem-sucedido.

10. Adaptabilidade

Em um momento de grandes mudanças, a habilidade de se adaptar é muito importante. Os empregadores desejam contratar pessoas que possam trabalhar de forma eficiente durante períodos de maior demanda e pressão, além de poderem mudar para outras funções quando necessário. A adaptabilidade pode ser desenvolvida ao longo da carreira à medida que o indivíduo supera diferentes desafios. O que funciona atualmente pode não funcionar amanhã, por isso é essencial ter uma estratégia de mudança a cada momento.