Você está aqui

Estudo de Remuneração para cargos de alta e média gerência -2017

A Michael Page apresenta o seu estudo de remuneração dedicado exclusivamente para alta gerência. Lançamos esta edição considerando as mudanças constantes na formulação das compensações para altos executivos frente às instabilidades econômicas no Brasil e já considerando as tendências para 2017.

 

De maneira diferente dos anos anteriores, a Michael Page entrou em contato com mais de 3000 profissionais de todo o Brasil para entender quais são suas reais impressões sobre o mercado de trabalho. O maior objetivo desta consulta é entender como os profissionais enxergam sua carreira, a posição do empregador no seu desenvolvimento profissional e outros fatores que complementam sua remuneração.

 

Como resultado de um cenário de intensa instabilidade e incertezas, o mercado brasileiro reage atento a possíveis mudanças e prevendo uma retomada no médio prazo. Na alta gerência vivemos um período de muitas mudanças como consequência de processos de redução de quadro, consolidação e mudanças societárias. As empresas continuam buscando profissionais que consigam combinar habilidades estratégicas com forte perfil de execução.

 

De modo geral, a remuneração da alta gerência não foi tão afetada, especialmente quando consideramos a remuneração fixa e os incentivos de longo prazo. Apesar do cenário econômico, ainda há um desencontro entre demanda por executivos com a combinação correta de formação, experiência e perfil pessoal.

 

Esperamos que este material auxilie em seu direcionamento e de sua empresa. 

Para conferir o estudo na íntegra, clique aqui.